Projetos Concluídos

PTI - Projeto de Difusão de Técnicas e Tecnologias Promotoras da Inovação

IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO

 

RESULTADOS ESPERADOS

 

Num ambiente cada vez mais competitivo, impõe-se às empresas industriais e, sobretudo, às Pequenas e Médias Empresas (PME), alcançar níveis elevados de diferenciação dos seus produtos para poder competir com o mercado europeu e mundial. É necessário investir na inovação: a capacidade de diferenciação que uma empresa consegue proporcionar aos seus produtos está relacionada com a sua aptidão para inovar e é a este nível que a grande maioria das empresas precisa de aperfeiçoar a sua prestação – mais e melhor inovação é o lema.A existência de dificuldades reais nas PME da região de Castela e Leão e da Região Centro de Portugal tais como: a falta de infraestruturas competitivas, a ausência de setores industriais suficientemente diversificados e especializados devido ao uso limitado das novas tecnologias, a insuficiência de profissionais qualificados e a falta de recursos próprios para desenvolver I&D (Investigação e Desenvolvimento), são algumas das maiores debilidades do sistema económico de ambas as regiões. O presente projeto centrar-se-á na adoção de soluções que promovam o aumento da produtividade no tecido industrial da Euroregião [Castilla y Léon (Espanha) + Região Centro (Portugal) de forma a ser possível dispor de uma oferta tecnológica conjunta que responda, de forma integrada, a todas as necessidades e expectativas das empresas da Euroregião. O projeto PTI – Projeto de Difusão de Técnicas e Tecnologias Promotoras da Inovação – está inserido no âmbito da Medida Interreg III A España – Portugal e é financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, pela Dirección General de Fondos Comunitários y Financiación Territorial e pela Direção – Geral do Desenvolvimento.

OBJETIVOS:

Promover e pôr em prática, nas empresas da Euroregião, um conjunto de técnicas e tecnologias promotoras de inovação e de incremento da produtividade, dentro de um quadro transfronteiriço.

Dotar as empresas dos setores industriais da Euroregião de informação especializada em termos de inovação e tecnologia para que, junto com o efeito exemplificativo das ações de transferência de tecnologias/metodologias, se crie nas próprias empresas um ambiente propício ao melhoramento da produtividade e da capacidade de inovação.

 

Atividades

FASE I:

Elaboração de informação sobre as áreas de competência e recursos técnicos de cada Centro Tecnológico de Espanha e Portugal membro do Consórcio.Reuniões globais para partilhar a informação e fomentar o debate.Visitas entre os Centros Tecnológicos da Euroregião para conhecimento mútuo.Constituição de Equipas de Trabalho formadas por dois representantes de cada CT (comercial/ técnico) da Euroregião.

FASE II:

Delineação e preparação da metodologia a utilizar nas empresas da Euroregião.Reunião para debate e definição da metodologia final.Identificação das necessidades das empresas.Definição de um Plano de Atuação detalhado.

FASE III: 

Estudo das problemáticas comuns nas empresas da Euroregião e definição de soluções de forma personalizada.Preparação da metodologia a utilizar e oferta de soluções inovadoras tendo em vista a solução dos problemas identificados na fase II. Seleção de projetos -piloto internos. Seleção de projetos para pesquisa de fontes de financiamento externo.

 

FASE IV

Promoção da oferta tecnológica e seleção de 24 PME para a realização de um estudo de caracterização técnico e tecnológico.

Análise técnica e tecnológica em cinco empresas por Centro.

Análise de cinco PME para o estabelecimento de soluções técnicas/tecnológicas com vista à solução dos problemas mais comuns detetados na fase III.

Validação dos resultados intermédios e finais (por projecto e globais).

Ações de demonstração.

FASE V

Estabelecimento de serviços de apoio à transferência tecnológica e à inovação.

FASE VI

Direção da execução técnica.

Direção da execução financeira.

 

RESULTADOS ESPERADOS

O PROJETO DIVIDE-SE EM SEIS FASES E CADA UMA DELAS TEM OBJETIVOS E RESULTADOS.

Dinamizar o intercâmbio e a complementaridade existentes entre as diferentes infraestruturas tecnológicas ativas e empresas na Euroregião.

Potenciar a oferta tecnológica de acordo com as necessidades existentes nas empresas da Região, de forma a melhorar a eficiência e a eficácia dos serviços prestados.

Criar uma capacidade competitiva inter-regional a partir do fortalecimento do tecido empresarial de base produtiva, em ambos os lados da fronteira.

Aumentar a colaboração com todos os níveis do sistema de inovação transfronteiriço, entre empresas e entre estas e a oferta tecnológica e, no geral, entre os diferentes agentes do sistema.

Facilitar o acesso da região centro de Castela e Leão e de Portugal às capacidades tecnológicas e de inovação, disponíveis no âmbito nacional e transfronteiriço.

Dotar as empresas da Euroregião com uma oferta de serviços tecnológicos conjuntos adaptados às suas necessidades reais.

 Realizar uma seleção das tecnologias e metodologias com maior potencial de transferência entre os setores industriais instituídos na Euroregião, para sua posterior materialização em projectos- piloto nas empresas da Euroregião.

Dinamização do tecido empresarial da Euroregião.

Dinamização da oferta tecnológica cruzada e multidisciplinar entre as diferentes estruturas existentes na Euroregião.

Elaborar uma Intranet para funcionar como instrumento de trabalho entre os parceiros do projeto e que terá uso restrito entre os parceiros do projeto.

 

DURAÇÃO:

Dois anos (1 de jde 2003 – 31 de dezembro de 2004)

PÁGINA OFICIAL DO PROJETO:

http://www.pti-grp.com

http://www.pti-grp.org

http://www.pti-grp.net

 

 

PARCEIROS:

 

 

CARTIF: www.cartif.es

ICTL

RECET: www.recet.pt

Centimfe: www.centimfe.com

CTCV: www.ctcv.pt

CITEVEwww.citeve.pt